Danielle Oliveira: "Tenho muito orgulho em vestir a camisola das Quinas.”



A Seleção Nacional de Futsal Feminino encontra-se em estágio no Rio Maior com vista a preparação para o Torneio de 4 Nações, prova que vai servir também como preparação para a Fase de Qualificação do primeiro Women’s Futsal Euro que se realizará em 2019.

Nesse efeito a Zona Técnica entrevistou Danielle Oliveira, a jogadora do Santa Luzia mais conhecida por Dani, é aos 21 anos uma das caras mais recentes do grupo de trabalho da seleção lusa.

Vamos por partes, Danielle Alves Oliveira nasceu em Minas Gerais no Brasil a 21 de Setembro de 1996, mas com apenas 9 anos mudou-se para Santa Maria da Feira em Portugal. Questionada sobre a facilidade de aceitar esta convocatória e se neste momento se sentia mais Portuguesa que Brasileira, a jovem jogadora revelou que “Apesar de ter "raízes brasileiras", neste momento sinto-me, sem dúvida, mais portuguesa do que brasileira. Portugal foi o país que me acolheu no mundo do futsal e é um privilégio poder estar presente nesta Seleção. Tenho muito orgulho em vestir a camisola das Quinas.”

Dani teve as suas primeiras aparições no futsal federado em 2009/10, com 14 anos, ao serviço do Lusitânia de Lourosa, tendo-se mudado em 2013/14 para o Santa Luzia, clube onde atua atualmente no Campeonato Nacional. Apesar da formação Vianense ser uma equipa bastante equilibrada e que vale pelo coletivo, existem algumas jogadoras a destacar-se individualmente, como Danielle ou Leninha, e esse destaque valeu a Dani estas primeiras chamadas á Seleção Nacional. Tendo uma carreira centrada entre Lusitânia e Santa Luzia, Dani acaba por ser uma desconhecida para os que não seguem muito o futsal feminino, algo que nos levou a pedir à mesma que se caracterizasse como jogadora. Dani é, segundo a opinião da mesma: “uma jogadora muito rápida e que joga para o coletivo. Mas ainda tenho muito para aprender e melhorar”.

 Chegamos então ao que nos levou ao contacto com a jogadora, as convocatórias para seleção. Dani recebeu a sua primeira convocatória já esta temporada, tendo apenas 2 internacionalizações, ambas em amigáveis contra a Espanha, a 10 e 11 de Outubro. Questionada sobre a sua preparação para os jogos que se aproximam a jogadora respondeu o seguinte: “Não sei dizer se estou preparada ou não. Neste momento, o mais importante é trabalhar todos os dias para chegar ao torneio na melhor forma possível. Espero que este torneio corra bem e tudo farei para merecer novas chamadas à Seleção“.

Já quanto ao desejo de continuar a ver o seu nome em convocatórias futuras de uma forma consecutiva, Danielle não tem duvidas e admite: “Quero muito estar presente noutras competições, sabendo que a próxima época será especial para a equipa, pois vamos disputar a qualificação para o primeiro Europeu feminino de futsal da UEFA.”

Após falarmos um pouco do passado e do presente da jogadora, acabámos a entrevista com uma pequena pergunta sobre o futuro, mais precisamente a participação no Primeiro Europeu de Futsal Feminino. Confrontada com a questão de até onde pode chegar Portugal neste Europeu, a jovem internacional lusa mostrou-se com os pés bem assentes na terra e respondeu que “A nossa Seleção entra em todos os jogos para ganhar. É com esse espírito que vamos disputar a qualificação para o Europeu. Ainda é prematuro falarmos sobre metas para a fase final, onde estarão as melhores seleções e as jogadoras mais fortes da Europa. Se chegarmos lá, como pretendemos, vamos trabalhar para nos apresentarmos ao mais alto nível e superarmos todas as dificuldades”.

Recorde-se que Portugal estará entre os dias 7 e 10 de Dezembro no Torneio Europeu 4 Nações em Guadalajara, onde estarão presentes para alem da seleção Portuguesa e da Seleção da casa (Espanhola), as seleções de Itália e da Rússia, nesta que será a primeira participação de Dani num torneio, ela que esteve presente nas ultimas três convocatórias, e adivinha-se que possa ser presença regular em futuras convocatórias.


Vídeos
Os melhores golos da Jornada 14 da Liga SportZone
Antevisão de Paulinho ao encontro entre o Futsal Azeméis by Noxae e o Fabril/Autokuatrus
Jorge Braz e João Matos fizeram um balanço positivo dos dois jogos em que Portugal bateu a Eslovénia (2-0 e 6-4).
Inês Fernandes: "Acredito que vamos dar uma boa resposta e fazer tudo para ganhar o torneio"
Jorge Braz considerou "Bom teste" frente à Eslovénia
Os melhores golos da Jornada 13 da Liga SportZone por Zona Técnica Futsal Portugal
Portugal vence 0-2 Eslovénia | Resumo
Eslovénia - Portugal | 18:00h | Livestream
Eslováquia - Sérvia | 18:00h | LiveStream
Ucrânia - Itália | 16:30h | Live