Diogo Oliveira: "O Nun’Alvares é um clube especial que merece ser reconhecido"



Começamos estas antevisões dos treinadores à Taça Nacional de Juniores Feminino com Diogo Oliveira, o timoneiro da equipa da casa.

Diogo Oliveira assumiu esta temporada o comando técnico da equipa do Nun’Álvares/IESFafe e tem conseguido alcançar grande parte dos objetivos traçados.

Depois de na passada temporada o Nun’Álvares ser ultrapassado por Vermoim e Santa Luzia, falhando assim a Final Four, houve uma mudança no leme das juniores Nun’Alavaristas e foi Diogo Oliveira a assumir o projeto.

Esta temporada o jovem técnico de 28 anos conseguiu vencer o campeonato interdistrital, passou a primeira e segunda fase da Taça Nacional sem grandes dificuldades, e chega agora à Final Four como um forte candidato a vencer a competição.

Conta na sua equipa com Martinha, Leninha, Carina e Telma, 4 campeãs olímpicas, mas não se fica por aqui a qualidade do conjunto fafense e jogadoras como a capitã Catarina Lopes ou a guarda-redes Bruna já foram também algumas vezes chamadas aos trabalhos da equipa senior.

Diogo promete um Nun’Álvares aguerrido e apesar de dar o favoritismo ao campeão em titulo Benfica, acredita que o titulo pode cair para qualquer lado.

Fique sem mais demoras com a entrevista de antevisão à Final Four feita pela Zona Técnica (ZT) a Diogo Oliveira (DO):

 

ZT - O Nun’Álvares é um conjunto habituado a esta fase da competição, ainda assim o ano passado não conseguiu tal feito. Foi desde logo um motivo de orgulho para si conseguir chegar a essa fase da competição?

DO - Antes demais deixe-me agradecer pela oportunidade. Em relação a esta 1º questão quando fui abordado para ocupar este cargo os objetivos passavam por reconquistar o campeonato interdistrital, conquistar a Taça A.F. Braga (este não foi conseguido) e chegar à final four. É sempre um regozijo enorme estar entre as 4 melhores equipas de Portugal e sinto muito orgulho pelo nosso trajeto até aqui.

 

ZT - Conta com um elenco de luxo onde estão nada mais nada menos que 4 campeãs olímpicas juntas com mais algumas atletas com algum potencial. É mais fácil atingir resultados quando se tem jogadoras desse calibre?

DO - Seria um pouco hipócrita da minha parte dizer o contrário. É um facto que ter 4 atletas da seleção é sempre uma mais valia e ter umas quantas outras com qualidade para lá chegar. Mas nem tudo é um mar de rosas, é mais fácil transmitires e impores as tuas ideias as restantes jogadoras do que a estas 4 em particular. Já têm muitos anos de futsal, já foram treinadas por vários treinadores e por vezes tentam “contestar” as tuas ideias (mas ficam-se só pela tentativa J)

 

ZT - O que podemos esperar da sua equipa nesta Final Four?

DO - Podem esperar uma equipa aguerrida, com ideias bem definidas e com muita vontade de vencer. Estamos cientes das dificuldades, mas também consciente do nosso trabalho até então e das nossas capacidades. Vamos lutar muito para honrar o símbolo que carregamos ao peito e tentar presentear o clube com esta conquista. O Nun’Alvares é um clube especial que merece ser reconhecido.

 

ZT - E das restantes três equipas? Já as observou? O que acha que podemos esperar de cada uma delas?

DO - Das 3 equipas aquela que melhor conhecemos é o Modicus, pois já os defrontamos na última fase. É uma equipa muito bem orientada, bastante organizada e que merece estar entre as 4 melhores pelo futsal que praticam. Em relação ao SCP e ao SLB o pouco que conheço e que me foi informado é que são duas equipas com grandes referências individuais e muito bem trabalhadas. Estão reunidas todos as condições para assistirmos a grandes jogos de futsal.

 

ZT - Considera que alguma das Quatro equipas parte com favoritismo para vencer esta competição?

DO - Pelo historial e por serem campeões em titulo o Benfica tem de ser considerado favorito. Acredito, porém, que este campeonato pode “cair” para qualquer uma das 4 equipas pelo equilíbrio de todas elas.

 

ZT - O fator casa pode ser importante para as suas jogadoras? Ou acha que até poderá trazer uma pressão negativa?

DO - Jogar em casa é sempre fator a nosso favor e uma motivação extra. Jogarmos perante os nossos adeptos e perante as pessoas que gostam de nós só tem vantagens. Penso que não terá qualquer pressão negativa.

 

ZT - Deixe uma mensagem aos seus adeptos:

DO - Queria pedir a todos os Nun’Alvaristas, a todas as pessoas que gostam de nós, a todos o Fafenses e a todos os amantes da modalidade que adiram em massa a este grande evento e em especial aos nossos 3 jogos. Que sejam o nosso 6º jogador e que nos apoiem do primeiro ao último minuto. Nós prometemos que tudo iremos fazer para lhes dar uma alegria.



Vídeos
Ricardinho não quer surpresas.
Jorge Braz: "assumir com enorme serenidade e seriedade o início deste processo"
Filipinho é o autor do melhor golo da Jornada 7
Campeonato Nacional Futsal Feminino | Top 3 Golos da 2ª Jornada (Video)
Movistar Inter derrota C.A. Osasuna Magna numa partida emocionante (5-4)
Allan é reforço do SC Braga/AAUM
Cavinato foi o detentor do melhor golo da Jornada 6
Taynan decide no último suspiro
Campeonato Nacional de Futsal Feminino | Top 3 Golos (Video)
José Luís Mendes: “Não fomos a equipa que gostávamos de ser”
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial