Ficar em casa…. Que preocupações deve ter um atleta, por Manuel Mesquita, aluno de Ciências do Desporto e da Atividade Física



Este é, sem dúvida, um momento inesperado e delicado para qualquer pessoa, de qualquer profissão ou atividade. 
Nós, atletas, habituados à rotina desportiva diária e à constante atividade física temos que nos adaptar e tentar ao máximo sermos criativos e arranjar maneiras de treinar mesmo estando limitados no que toca a recursos espaciais, materiais e, até humanos. 
É importante então ter em atenção algumas preocupações com o nosso corpo neste período onde não treinamos regularmente como estávamos habituados.
Inicialmente, é necessário manter as rotinas antigas e não cair na tentação de ficar o dia a ver series, filmes ou atividades semelhantes. 
De uma forma geral o mais importante é mantermo-nos ativos realizando no mínimo 1 treino diário. Eu tenho seguido algumas páginas de alguns PTs ou ginásios que tem disponibilizado alguns treinos de bastante qualidade. Sugiro a página de Instagram da Saúde Pública (saudepublica_pt) e também a página do meu colega de equipa Tiago Carvalho (pt_tiagocarvalho) que disponibiliza treinos em direto na sua página de Instagram. É bastante importante que consigamos encontrar profissionais da área (ciências do desporto e da atividade física) competentes e capazes de nos auxiliar nestes treinos mais solitários. Adaptar o volume, densidade e cargas dos treinos é também um aspeto a ter em atenção pois recomendações menos conseguidas ou até mal dadas podem levar a lesões contraídas em casa num período onde a recuperação seria certamente mais difícil e prolongada. Durante os treinos é, naturalmente, importante a constante hidratação e posteriormente alongar os principais grupos musculares. 
Tenho também tido a preocupação de incluir nos meus treinos físicos a bola, tentando recriar alguns exercícios (em micro escala) para que a readaptação à mesma depois deste período seja mais rápida e eficaz.
Exercitar a mente tentando mantê-la ativa lendo livros, realizar atividades como palavras cruzadas ou sudokus são também estratégias para disciplinar a mente durante esta quarentena.
Por fim, uma atenção especial á alimentação e ao repouso. Esta deve ser realizada de uma forma equilibrada tentando incluir todas as refeições essenciais do dia. Evitar comer fora de horas é também essencial para manter as rotinas e equilibrar a distribuição das refeições aos longo do dia. 
O repouso deve também ser respeitado tentando dormir no mínimo 8 horas diárias. 
Espero que este momento único e menos positivo seja ultrapassado por todos com sucesso e distinção. 
Façamos também a nossa parte ficando em casa.
Um especial obrigado a todos aqueles que dia após dia lutam contra esta pandemia.

por Manuel Mesquita, aluno do 3ª ano da Universidade Europeia, em Ciências do Desporto e da Atividade Física.

Fotografia de LazevedoPhoto.com


Vídeos
Coronavírus: isolamento só vai arrastar o problema, diz especialista
Guilherme Cabral: "Juntos venceremos o jogo mais difícil da nossa vida"
Os melhores golos da jornada 20 da Liga Placard
Corinthians enfrenta Palma de Mallorca em particular
Os melhor golos da jornada 18 da Liga Placard, com o apoio de IMVISO, Decathlon Portugal
Dinis, o benjamim que recebeu o cartão branco por ter dito ao árbitro que não era penálti no dérbi
Os melhores golos da Jornada 17 da Liga Placard Futsal
Espanha vence Sérvia e assegura Mundial da Lituânia. A Sérvia segue para os Play-Off
Portugal vence Itália e garante lugar no Mundial 2020 da Lituânia
Espanha entra a vencer e bate França por 3-1
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade