Santo Estêvão cria equipa de Futsal Feminino



É oficial, o Santo Estêvão vai ter equipa de futsal feminino na próxima temporada.

O conjunto flaviense tem noticiado o seu plantel nas últimas semanas, e nós Zona Técnica, vamos falar-lhe um pouco mais sobre este e outros novos projetos de futsal feminino que vão aparecer ou reaparecer esta temporada 2020/21.

Começamos então com esta Associação Cultural Desportiva de Santo Estevão. Um clube formado em 12 de julho de 1983, mas que como nos explicou José Santos, o coordenador deste clube que é mais conhecido por Paje, o início do clube no mundo do futsal é bem mais recente: “o nosso projeto de futsal começou na época 18/19 com ideias bem definidas, crescer com calma, mas com ambição. Na época 18/19 tínhamos apenas petizes, Traquinas, Infantis e seniores masculinos, na época 19/20 mantivemos os 4 escalões e criámos a equipa de Benjamins”.

Para o terceiro ano deste projeto de futsal do conjunto flaviense, aparece então esta equipa de futsal feminino, tendo Paje afirmado que este escalão aparece porque “a nossa base nos permite, temos mais gente a ajudar, o Clube cresceu em tudo” tendo ainda o clube levado a consideração o facto de “na nossa formação (escolinha de futsal) temos um leque de meninas com muita qualidade e na nossa cidade de Chaves também, mas que não jogavam, com isso resolvemos criar condições e surgiu a equipa Feminina”.

Este será então assim o primeiro conjunto feminino no clube, e questionado pela Zona Técnica quanto à possibilidade de criar escalões de formação femininos, Paje afirma que o clube “sem dúvida que vê com bom olhos essa hipótese, difícil de se concretizar devido á falta de meninas para competir (exemplo disso no ano passado eram 5 equipas no campeonato sénior) mas para o desenvolvimento do futsal feminino seria uma ótima ideia” acrescentando ainda que “as equipas mistas para algumas meninas acabam por levar ao abandono da modalidade”.

Sobre o plantel, Paje afirmou que “neste momento já temos 13 atletas confirmadas e mais 2 na calha para completar o nosso plantel, temos um grupo de futuro, pois temos juventude e experiência”, e nem o facto de ter um Grupo Desportivo de Chaves na mesma cidade, clube que está no Campeonato Nacional e onde até se reforçaram com 2 jogadoras o assusta: “Para nós Cidade é bom ter o Chaves na primeira divisão e que assim seja durante muitos anos, mas em nada tem interferido na nossa formação do plantel” ele que considera que esta é uma “Cidade pequena mas que adora o futsal (e tem muitas meninas que gostam e querem jogar)” e completou dizendo: “nós temos um plantel 100% Flaviense e será esse o nosso objetivo, dar oportunidade às nossas meninas e quem sabe se um dia voltam a jogar na primeira”.

Esse plantel é então composto pelas guarda-redes Sara Carneiro (ex – CP Vilarandelo) e Kika (Formada no Clube), e pelas jogadoras Lena (ex – CP Vilarandelo), Leticia, Diana, Nicole e Patricia (todas com experiencia no Desporto Escolar), Filipa (ex- Tresminas), Elisabete (ex – Verin), Rute e Sara Marques (ambas ex – GD Chaves), Marta Sousa (Formada no clube) e ainda Ana Patricia (a única que não jogava em qualquer lado a passada temporada).

A equipa técnica será composta pelo treinador José António, mais conhecido por Zélito, ele que terá o apoio de Bela Gomes, reconhecida ex-guarda-redes Flaviense que vai ficar responsável pelo trabalho especifico dessa mesma posição de guarda-redes.

A Zona Técnica esteve também à conversa com Zélito, que questionado sobre os objetivos para a nova temporada afirmou que “o objetivo principal foi dotar a ACDSE de uma equipa feminina e aproveitar o facto de na cidade de Chaves não haver nenhuma equipa nesta divisão e haver jogadoras com qualidade e disponíveis que satisfaziam as nossas exigências” acrescentando então no que toca a objetivos mais específicos que “o essencial é consolidar o grupo como equipa, com ambição e lutar pelos 3 primeiros lugares”.

Olhando para este conjunto com jogadoras um pouco heterogéneas, dado a experiencia que algumas têm de primeira divisão, outras com vários anos de distrital, e algumas a aparecerem agora neste mundo do futsal sénior federado, isto não preocupa Zélito, que afirma: “uma grande parte das jogadoras tem uma enorme experiência no FUTSAL e as mais novinhas têm muita qualidade e muita vontade de aprender  o que é uma enorme vantagem para ter um plantel equilibrado”.

É assim mais um clube a participar na próxima temporada no Distrital da AF Vila Real, algo sempre muito importante para o crescimento destas regiões no que toca ao futsal feminino.


Vídeos
Resumo da Final entre o Movistar Inter e o Valdepeñas
Dividir Para Evoluir | Irene Samper, AD Alcorcon e Seleção Espanhola
#FicaEmCasaComFutsal - Jorge Braz - 01/05/2020
#FicaEmCasaComFutsal - Marcos Antunes - 30/04/2020
#FicaEmCasaComFutsal - Carlos M Silva - 29/04/2020
#FicaEmCasaComFutsal - Jorge Silvério - 28/04/2020
#FicaEmCasaComFutsal - João Nuno Ribeiro - 27/04/2020
Dividir Para Evoluir | Renatinha, Real Statte e Seleção Italiana
Dividir Para Evoluir | Mayte Mateo, STV Roldan e Seleção Espanhola
#FicaEmCasaComFutsal - Ricardo Sobral -"Cacau" - 25/04/2020
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade