As campeãs portuenses do Maia, querem que a sua equipa sobressaia



Regressamos ao norte do país para vos falarmos da atual campeã em título do Campeonato Distrital do Porto, o Maia Futsal.

Um clube bastante recente, criado em 2017, mas que na passada temporada, com uma boa aposta no futsal feminino conseguiu mesmo conquistar esta distrital onde de resto se mostrou a um alto nível tanto a nível distrital como na Taça de Portugal onde chegaram à quarta eliminatória.

Este ano, com algumas caras novas e também com uma alteração da equipa técnica, o Maia Futsal aposta numa equipa com 15 jogadoras, entre as quais três guarda-redes, num conjunto com muitas jogadoras experientes, algumas com passagem pelo principal escalão do futsal feminino português, como poderão ver de seguida numas breves descrições de cada uma dessas jogadoras:  

 

GUARDA-REDES (3):

» Cristina Dias – A guarda-redes de 23 anos vai fazer mesmo a sua estreia no que ao futsal federado diz respeito. Apesar de não ser uma estreia nas balizas, tendo mesmo já representado o nosso país no World Police Indoor Soccer Tournament 2018, Cristina prepara-se para então esta primeira época como federada na FPF, sendo uma das caras novas deste conjunto.

» Patrícia Lourenço – Caminha para a segunda temporada neste conjunto, esta guarda-redes de 21 anos que já passou pelo Campeonato Nacional. Começou a carreira no UDE Rio Mau e seguiram-se duas épocas no FC Águias Sta. Marta, clube onde esteve então nesse escalão máximo o futsal feminino nacional e onde chegou até a uma Final Four da Taça de Portugal, antes de no passado verão se ter mudado para este Maia Futsal.

» Juliana Barbosa – A guarda-redes de 17 anos, ainda júnior de primeiro ano é uma das contratações desta equipa para a nova temporada. Juliana conta até ao momento na sua carreira de futsalista com duas épocas completas, ambas ao serviço do Clube Académico Pedras Rubras. É agora contratação desta equipa onde irá dividir as suas presenças entre o plantel sénior e o plantel júnior nesta temporada 2020/21.

 

FIXO (3):

» Jéssica Pedrosa –Perto de cumprir as 31 primaveras, Jéssica vai já para a 15ª temporada como federada, numa carreira que começou no Rio Febros. Passou depois pelo futebol do Salgueiros, regressando depois ao futsal pelas mãos do CB Gaia seguindo-se depois 4 épocas no Oliveira Douro e outras 4 no Juventude Gaia, sendo que a última não foi completa uma vez que a meio da passada temporada se mudou para este Maia onde agora renova.

» Joana Leite – A capitã deste conjunto é a única que conta com uma passagem pelo estrangeiro como futsalista. Começou o seu percurso no GP Jovens Unidos, seguindo-se depois passagens por CJ Malta, Restauradores Avintenses, GCR Ossela e ARD Mogege, antes de se mudar então para as italianas do Elmas, onde esteve por época e meia antes de fazer uma pausa no futsal. Só regressou mesmo na passada temporada para reforçar este Maia Futsal onde agora aos 29 anos cumprirá a sua segunda temporada.

» Cátia Maia – Completou recentemente as 32 primaveras, esta que é das jogadoras com mais anos de Maia Futsal. Começou a sua carreira no CJ Malta em 2010, mas logo se mudou para o SC Canidelo. Passou depois por Rio Ave, FC S. Romão, CDC Santana, CD Sobrado e FC Unidos Pinheirense antes de em 2018 reforçar este Maia onde caminha para a 3ª temporada, sendo de resto o clube que representou por mais na sua carreira.

 

ALA (5):

» Anabela Sá – Anabela Sá é mais uma das jogadoras deste conjunto com passagem pelo principal escalão, também ela ao serviço do Campeonato Nacional. Aos 29 anos a jogadora caminha para a segunda temporada no conjunto, isto depois de ter começado a sua carreira no FC Águias de Sta. Marta, clube onde esteve por 5 temporadas divididas por uma ano no FC S. Romão. No passado verão chegou então a este clube onde com o qual agora renova.

» Patrícia Dias – É mais uma das jogadoras que conta já com 2 anos nesta casa. Patrícia Dias conta aos 35 anos ainda com uma carreira muito curta, que começou apenas em 2016 no que a futsal federado diz respeito, ao serviço do CD Sobrado. Seguiu-se depois uma passagem pelo Unidos Pinheirense antes de em 2018 se mudar para este Maia Futsal, clube no qual se vai manter então por mais uma temporada.

» Beatriz Barradas – Barradas é a segunda jogadora mais jovem deste conjunto. Com 19 anos e a cumprir a sua primeira temporada como sénior, Beatriz conta com uma carreira ainda curta, começada em 2016 ao serviço do FC S. Romão. Seguiram-se dois anos na Juventus Triana antes de na passada temporada ter chegado às juniores do Modicus Sandim, clube que este verão trocou pelo Maia Futsal, sendo assim mais uma das caras novas desta equipa.

» Joana Silva – Joana conta com grande parte da sua carreira a representar equipas da AF Aveiro. Foi por lá que começou no Villa Cesari, mudando-se depois para o Azagães e passando ainda por CSP S. Pedro Castelões e pelo PARC clube onde esteve por 5 temporadas antes de se mudar então para o distrital portuense. Esteve um ano no JD Gaia e no passado verão chegou a este Maia Futsal, onde aos 24 anos caminha para a 2ª temporada.

» Fátima Ramos – A jogadora de 23 anos não sabe apenas o que é jogar o Campeonato Nacional como também sabe o que é conquistar essa competição. Começou o seu percurso nas Águias de Santa Marta, onde esteve por 2 anos antes de se mudar para o FC Vermoim, clube onde conquistou então essa prova maior do futsal feminino português. Regressou ao clube de origem, que ajudou a subir ao Campeonato Nacional e a atingir a Final Four da Taça antes de na passada temporada se tornar num dos reforços desta equipa, com a qual agora renova.

 

ALA/PIVOT (1):

» Cátia Vieira – Outra das contratações para a nova temporada é Cátia Vieira, mais uma jogadora que já disputou o Campeonato Nacional. Aos 24 anos, a jogadora está de regresso ao futsal após uma época de pausa, isto depois de em 2019 ter deixado o Póvoa Futsal, o único clube que tinha representado até então, num total de 8 temporadas, onde se destaca a conquista da Taça Nacional. É assim mais uma jogadora para acrescentar qualidade a este conjunto.

 

PIVOT (2):

» Paula Camilo – Aos 26 anos, a pivot deste Maia Futsal conta também com uma carreira muito curta em futsal federado. Começou a praticar a modalidade de forma federada apenas em 2018, ano em que representou o Juventude de Gaia. Um clube de onde acabaram por chegar algumas jogadoras a este conjunto. Na passada temporada reforçou então o Maia Futsal, mesmo a tempo de ser campeã distrital, caminhando assim agora para a segunda temporada no clube.

» Sara Braga – A jogadora de 27 anos conta com uma carreira maioritariamente passada no futsal, mas com umas estadias no futebol. Começou por Gondomar, primeiro na Juventude Desportiva e depois no EDCG, antes de chegar ao futebol pelas mãos do Leixões. Seguiram-se Salgueiros e ADR Pasteleira ainda no futebol, voltado depois às quadras para representar a Casa do FCP de Rio Tinto. Teve nova estadia no EDCG e dois anos no Juventude de Gaia antes de no passado verão chegar então a este Maia Futsal.

 

UNIVERSAL (1):

» Rita Couto – É a jogadora mais veterana nesta equipa e aos 38 anos conta já com uma longa carreira. Começou no Gin. Trofa em 2000, mudando-se 3 épocas depois para a CB Trofa. Após 4 anos por lá e 7 temporadas no EDC Gondomar, Rita teve passagens por Mogege, Ossela e S. Romão antes de chegar ao Águias de Santa Marta, onde teve um percurso igual ao de Fátima Ramos. Em 2019 chegou a este Maia Futsal onde vai agora cumprir a 2ª temporada, naquela que será a sua 21ª como futsalista.

 

Uma equipa que conta com algumas jogadoras bastante experientes, contrastando com uma guarda-redes ainda júnior, algo que tudo junto faz uma média de idades superior a 26 anos (26,47).

Para liderar este conjunto temos um treinador que está de regresso ao futsal feminino. Vítor Fonseca, que fez uma bela história num clube que agora defrontará, o EDC Gondomar, vai liderar este Maia Futsal na próxima temporada.

Com uma carreira com passagens pelas equipas Masculinas  do EDC Gondomar, Miramar, Cohaemato e AM Granja e pelos conjuntos femininos dos Aliados de Lordelo, do EDC Gondomar, e ainda da Novasemente, Vítor conta com conquistas do Campeonato Distrital do Porto, bem como presença em duas Final Four da Taça de Portugal e numa supertaça, e para esta temporada terá na sua equipa técnica com Bárbara Feio (Treinadora Adjunta), Paulo Borges (Treinador de GR), Patrícia Dias (Scouting/audiovisual) e ainda com os diretores Vítor Moreira e Marta Vinhas.

A Zona Técnica esteve então à conversa com Vítor Fonseca, desafiando-o a falar dos habituais 3 itens propostos a todos os treinadores como antevisão a esta Taça Nacional de Acesso ao Campeonato Nacional de 2ª Divisão, deixando de seguida então as respostas do técnico: