Kika "Sonhava com esta chamada há algum tempo"



Jogadora espreita a estreia pela principal Seleção Nacional, no pavilhão onde treina todos os dias.

A Seleção Nacional Feminina A de futsal realizou, esta segunda-feira, duas sessões de treino, com os olhos postos nos encontros de preparação que vai realizar frente à Espanha. O primeiro embate com as espanholas está marcado para esta terça-feira, às 16h00, no Pavilhão Desportivo dos Lombos. O segundo decorrerá na quarta, pelas 12h00, no mesmo local.

Ana Catarina Ribeiro, mais conhecida como Kika no universo do futsal, foi chamada pela primeira vez aos trabalhos da Seleção A feminina de futsal e não esconde, ao site da FPF, a sua satisfação por poder estrear-se no pavilhão que a lançou para a modalidade. 

“Fiquei contente e até emocionada quando soube que estava convocada. Liguei logo, quase aos gritos, ao meu pai e à minha mãe. Sonhava com esta chamada há algum tempo", começou por contar Kika, que vestiu as cores de Portugal nos escalões de sub-19 e sub-17.

"Poder estrear-me no pavilhão onde comecei a sério, e onde tenho treinado, desde que troquei o Sporting pelo Quinta dos Lombos, é obviamente especial. Ainda por cima em jogos super exigentes contra a Campeã da Europa", continuou a jogadora, de 20 anos, confessando-se "preparada para dar tudo frente à Espanha", porque o seu objetivo principal "é ajudar a Seleção e mostrar qualidade".

"Vou tentar adaptar-me bem ao estilo de jogo da equipa e vou tentar fazer o que melhor sei, que é marcar golos. Quero muito voltar a este espaço", avisou a jovem, que brilhou com 39 golos em três épocas no escalão principal do Sporting CP.

Questionada sobre o modo como foi recebida pelo grupo de trabalho de Luís Conceição, Kika foi rápida a responder que "não podia ter corrido melhor". "Já conhecia algumas jogadoras. Fiz uma qualificação com a Fifó [para os Jogos Olímpicos da Juventude de 2018], joguei com a Cátia Morgado e conheço a Jenny, que foi minha treinadora nas camadas jovens dos Lombos e, também, minha colega no Sporting CP", explicou, acrescentando que os conselhos dados por Jenny "continuam a ser úteis" na sua carreira e na sua vida. 

Ainda assim, é na garra de Inês Fernandes se revê mais como jogadora. "Nunca tive a oportunidade de lhe dizer, mas admiro a raça e a atitude com que ela joga. Nunca se inibe de assumir influência seja em que posição for. É algo que me inspira", disse, definindo-se como uma jogadora "com remate forte e certeiro" e com "muita vontade de evoluir".

in fpf.pt

Vídeos
Os melhores golos da Jornada 4 da Liga Placard Futsal
Os melhores golos da Jornada 3 da Liga Placard
Os melhores golos da Jornada 2
Os melhores golos da Jornada 1 da Liga Placard
No sábado houve Poker de Leninha na goleada ao Feijó que ontem empatou com o Arneiros
Sporting vence primeiro Troféu Stromp de Futsal Feminino
Edu Sousa venceu o prémio de Melhor Guarda-redes da Liga Nacional de Futsal
Live | Gazprom-Yugra - Partido Comunista
Joaçaba é campeão da Recopa SC Krona
Resumo da Final entre o Movistar Inter e o Valdepeñas
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade