Luís Conceição "Entrámos muito bem no jogo e isso deu-nos tranquilidade para o resto do encontro."



Luís Conceição falou para o fpf.pt após a vitória por 8-1 de Portugal diante da Ucrânia

"Entrámos muito bem no jogo e isso deu-nos tranquilidade para o resto do encontro. Depois desligámos um bocadinho, a Ucrânia também foi um pouco mais agressiva, obrigou-nos a cometer outros erros e perdemos um bocadinho a dinâmica, o que fez com que tivesse havido momentos do jogo menos positivos. Contudo, fizemos coisas muito bem conseguidas, situações que temos andado a trabalhar e a insistir no nosso trabalho diário e ficámos satisfeitos com isso. Fizemos golos de várias formas e isso deixa-nos também satisfeitos.

Este é um grupo que já conhecemos há vários anos e que tem vindo a trabalhar juntas. Vai surgindo um valor ou outro, que vamos integrando com qualidade, como foi o caso da Ana Pires, que hoje faz a terceira internacionalização, que vem acrescentar qualidade, acima de tudo, que é o que precisamos também: que vão aparecendo valores novos que nos acrescentem algo e a Ana foi um desses valores. Agora vamos ter a Fase de Apuramento, onde praticamente vamos ter três jogos em quatro dias, com doze atletas, quando por norma andamos com catorze, vai ser um apuramento exigente, e vamos ter que ir para lá bem preparados, toda a gente disponível, toda a gente a 100%, para que depois as coisas se tornem mais fáceis também para nós. É este o caminho que nós queremos. Amanhã há novo jogo, é importante não esquecer que a Ucrânia é quarta classificada do último Campeonato da Europa, uma das melhores seleções do continente europeu, o que mostra também a qualidade do jogo que fizemos hoje. Agora é continuar.

[Sobre semelhanças entre a Ucrânia e os adversários na Fase de Apuramento] As outras seleções são conjuntos semelhantes, essencialmente a Polónia e a Croácia. A Croácia tem algumas dinâmicas em termos ofensivos idênticos ao que a Ucrânia tem apresentado e que temos observado e esse também é o nosso objetivo: preparar. Já os Países Baixos, o adversário do estágio anterior, também tinha algumas semelhanças com as seleções que vamos defrontar. A Ucrânia vem ajudar a que consigamos sair daqui com as coisas bem preparadas e assimiladas por todos. Sabemos que o trabalho é longo, há várias coisas que temos que refinar. Vamos recuperar essencialmente e depois na reunião tentar corrigir algumas coisas. Inteligentes como elas são e o conhecimento que têm no jogo, mesmo na reunião conseguimos corrigir e adaptar algumas coisas e isso acaba por ser importante depois no jogo seguinte. Vamos jogar amanhã e ter mais quatro treinos depois, o tempo é muito curto e vamos ter que rentabilizar isto ao máximo, para irmos refinando isto que ainda nos falta.

Portugal está habituado a andar sempre nos jogos decisivos, nas finais, a lutar pelos lugares do pódio. Claro que queremos chegar à final, queremos chegar ao primeiro lugar, mas para isso temos esta etapa agora que temos de ultrapassar. Temos que ganhar agora este apuramento, temos que ficar em primeiro lugar e vamos ficar, é esse o nosso desejo para depois podermos estar na fase final. São etapas, temos que as cumprir, mas sabemos que vamos chegar lá."

foto-GettyImages

Vídeos
Jorge Braz: "Um jogo onde desde o início demonstrámos uma ambição gigantesca para vencer"
Jorge Braz quer Portugal focado em si mesmo frente à Tailândia
Ricardinho: "Os favoritos são sempre os mesmos. Vamos tentar intrometer-nos nesse lote"
Jorge Braz "É muito difícil e vai ser cada vez mais mas gostamos de coisas difíceis e é para a final que apontamos"
Nuno Dias analisa Sporting CP no arranque da temporada 2021/2022
Pulpis analisa SL Benfica no arranque da temporada 2021/2022
Jorge Braz anuncia convocados para o Mundial da Lituânia
Cascavel faz 3 golos em inferioridade numérica.
Jorge Braz analisa grupo de Portugal no Mundial 2021
Sorteio do Mundial da Lituânia
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade