Itália vence França por 1-6 e França vence segundo duelo por 3-2



A seleção francesa de futsal perdeu (6-1) para a Itália no Sports Palace de Salsomaggiore Terme, no seu primeiro particular contra a Squadra Azzura.

Não houve milagre para os franceses na noite de terça-feira, não muito longe de Parma. Opostos à Itália, a quarta nação europeia e a oitava do mundo em plena preparação para o UEFA Fusal Euro 2022 (em janeiro na Holanda), os "blues" resistiram por um momento antes de ceder.

Porque depois de um bom início de jogo para a equipa de Raphaël Reynaud, os italianos abriram o marcador com Marcelo Padilha Gonçalves, Marcelinho que foi esquecido no segundo poste e desviou um remate de Alex Merlim (11). Antes do intervalo, a Itália marcou duas vezes. Após canto (17) antes de assinar o "hat-trick" ao empurrar um remate de Cainan de Matos (23) para o fundo da rede.

Na frente por 6-0 após bis de Murilo Ferreira (29 e 34) e golo de Alex Merlim (32), os franceses salvaram a honra no final da partida graças a Abdessamad Mohammed (36).

Vencida (6-1) no dia anterior, a seleção francesa de Futsal "vingou-se" da Itália (3-2) na noite de quarta-feira.
A seleção francesa de futsal nunca havia derrotado o vizinho italiano. Está feito! O Palácio dos Esportes em Salsomaggiore Terme, perto de Parma, foi o cenário do feito que aconteceu pela primeira vez na noite de quarta-feira, onde o Blues havia sofrido um severo 6-1, 24 horas antes contra os Azzurri.

Longe de serem derrotados, os Habs venceram os 8º do ranking mundial, 4º europeu, bicampeão europeu (2003, 2014). Sid Belhaj, autor de um bis (1-1, 17; 2-2, 31) e Michael De Se Andrade (2-3, 35) assinaram os três golos franceses deste sucesso histórico.

No entanto, os jogadores de Raphaël Reynaud sofreram por duas vezes. A Itália abriu o marcador por Giuliano Fortini (1-0, 9) e aproveitando a vantagem para Guilherme Gaio (2-1, 22) no início do segundo período.



Vídeos
Jorge Braz: "Um jogo onde desde o início demonstrámos uma ambição gigantesca para vencer"
Jorge Braz quer Portugal focado em si mesmo frente à Tailândia
Ricardinho: "Os favoritos são sempre os mesmos. Vamos tentar intrometer-nos nesse lote"
Jorge Braz "É muito difícil e vai ser cada vez mais mas gostamos de coisas difíceis e é para a final que apontamos"
Nuno Dias analisa Sporting CP no arranque da temporada 2021/2022
Pulpis analisa SL Benfica no arranque da temporada 2021/2022
Jorge Braz anuncia convocados para o Mundial da Lituânia
Cascavel faz 3 golos em inferioridade numérica.
Jorge Braz analisa grupo de Portugal no Mundial 2021
Sorteio do Mundial da Lituânia
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade