Um, dois, três, a conta que Braz fez



Portugal entra a ganhar no estágio do Campeonato da Europa 2022, depois de bater, em Rio Maior, a Macedónia do Norte por três bolas a uma.

A Seleção Nacional de Futsal está concentrada em Rio Maior e realizou esta quinta-feira o primeiro de dois jogos diante da Macedónia do Norte. Após oito dias de trabalho, Jorge Braz provocou mudanças no cinco inicial da seleção. Em comparação com os cinco que atuaram na fase final do último Mundial, saíram Bebé e Ricardinho, que não constam desta convocatória e Fábio Cecílio, entraram Edu Sousa, Pany e Erick, que se juntaram a João Matos e Bruno Coelho.

Naquele que foi o terceiro jogo de sempre entre estas duas seleções – 3-1 na qualificação para o Euro 2012 e 2-2 num particular em 2016 – Portugal entrou claramente por cima e dominou o primeiro tempo. Os macedónios apresentaram-se com uma defesa baixa, compacta e sem conceder grande espaço a Portugal.

Apesar de todo esse domínio, Portugal só conseguiu abrir o marcador a pouco mais de um minuto do intervalo (1-0). Através de uma reposição lateral, Bruno Coelho desferiu um passe alto para o flanco oposto e André Coelho rematou de primeira para o poste mais distante, a bola acabou por embater em Petrovikj e só terminou no fundo das redes. Com este tento, o fixo do Barcelona chegou ao seu golo 23, contabilizando 77 internacionalizações.

Na segunda parte, Portugal foi apanhado desprevenido e, logo aos oito segundos, a Macedónia do Norte empatou a partida (1-1). Ramadani arrancou pela direita logo após o recomeço da partida, passou por Zicky e, perante a saída de André Coelho rematou cruzado para o fundo da baliza. Portugal respondeu, mas o remate de Fábio Cecílio embateu na barra da baliza macedónia. Aos 25’, a bola voltou a beijar o ferro da baliza de Petrovski, desta feita a remate de Afonso Jesus.

O domínio acentuou-se, as oportunidades continuaram a surgir, até que, aos 30 minutos, lá surgiu o golo da vitória (2-1). Miguel Ângelo rematou forte de mais distância, Petrovski não susteve a bola, defendeu para a frente e, na recarga, Erick antecipou-se ao seu opositor direto, no caso Leveski, e encostou para o segundo tento de Portugal. Este foi o sexto golo do sportinguista, em 42 internacionalizações. A poucos segundos do fim, Pany Varela recuperou a bola, desferiu um grande passe para Erick, este contemporizou e tocou para João Matos fechar a contenda em 3-1.

De realçar que na segunda parte não houve qualquer falta. Com esta vitória, Portugal começa esta preparação a ganhar e defronta amanhã, novamente, a Macedónia do Norte, às 18h45.



Fotografia: André Sanano/FPF


Vídeos
À lei da bomba (e de Guitta)
Jorge Braz: "Um jogo onde desde o início demonstrámos uma ambição gigantesca para vencer"
Jorge Braz quer Portugal focado em si mesmo frente à Tailândia
Ricardinho: "Os favoritos são sempre os mesmos. Vamos tentar intrometer-nos nesse lote"
Jorge Braz "É muito difícil e vai ser cada vez mais mas gostamos de coisas difíceis e é para a final que apontamos"
Nuno Dias analisa Sporting CP no arranque da temporada 2021/2022
Pulpis analisa SL Benfica no arranque da temporada 2021/2022
Jorge Braz anuncia convocados para o Mundial da Lituânia
Cascavel faz 3 golos em inferioridade numérica.
Jorge Braz analisa grupo de Portugal no Mundial 2021
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade