Meia dúzia cazaque em Groningen



O Cazaquistão venceu a Finlândia por seis bolas a duas na partida a contar para a 2ª jornada do Grupo B do Campeonato da Europa. Foi assim a primeira vitória do conjunto cazaque, numa partida marcada desde o primeiro instante pela muita luta e o muito equilíbrio entre as duas seleções que só mudou no segundo tempo.

A partida começou com o Cazaquistão a dispor da primeira oportunidade de perigo, Douglas Júnior com o primeiro sinal de perigo deste jogo. Seguiu-se uma divisão de forças, muita luta entre as duas seleções e uma divisão de oportunidades para ambos os lados. Higuita desde cedo que se foi mostrando, sempre muito interventivo e atento, as oportunidades eram de parte a parte, mas foi a seleção da Finlândia que chegou primeiro ao golo, uma reposição mal-executada por Douglas Júnior, a bola a embater em Alamikkotervo e a sobrar para Miika Hosio que na cara de Higuita não tremeu e finalizou para o primeiro golo desta partida. A resposta dos cazaques não se fez tardar, a seleção comandada por Kaká cresceu na partida e conseguiu mesmo chegar ao golo, canto marcado por Tursagulov e Orazov a finalizar e devolver a igualdade ao jogo. Até ao intervalo, chances para os dois lados, mas o resultado não se alterou.

No segundo tempo, novamente o Cazaquistão a entrar melhor e a dispor das primeiras chances e novamente a Finlândia a marcar primeiro, desta vez através de uma jogada de ataque toda ela a um ou dois toques que culminou com Jyrkiäinen a assistir Jani Korpela para o 2-1. A resposta cazaque voltou a ser imediata, novamente e tal como no outro golo, foi Douglas Júnior a dar o mote para o que viria a seguir. Menos de um minuto depois, golo do Cazaquistão, bomba de Higuita do meio da rua para repor a igualdade na MartiniPlaza. Poucos minutos depois a reviravolta cazaque era consumada, Knaub com assistência de Orazov a fazer o 3-2 depois de várias oportunidades negadas por Koivumäki. O ascendente cazaque era evidente e a seleção de Kaká dominava a partida nesta altura, por isso mesmo foi de forma natural que o quarto golo surgiu poucos minutos depois, desta vez numa jogada de ataque com Valiullin a trabalhar muito bem, segurou e colocou em Orazov no momento certo que marcou. O placar iria voltar a mexer pouco depois, desta vez com Edson a assistir Knaub que bisava e dilatava ainda mais a vantagem cazaque. Até ao final do jogo, ainda existiu mais um golo do Cazaquistão, desta vez foi Douglas Júnior a assistir Valiullin para o golo que fechou assim o placar e garantiu dessa forma a primeira vitória do Cazaquistão neste Campeonato da Europa.

A próxima jornada deste grupo B, é no dia 28, sexta-feira, com a Finlândia a defrontar a Eslovénia pelas 16h30 e o Cazaquistão a defrontar a seleção de Itália pela mesma hora. 



Vídeos
Os melhores golos da Jornada 21 da Liga Placard
À lei da bomba (e de Guitta)
Jorge Braz: "Um jogo onde desde o início demonstrámos uma ambição gigantesca para vencer"
Jorge Braz quer Portugal focado em si mesmo frente à Tailândia
Ricardinho: "Os favoritos são sempre os mesmos. Vamos tentar intrometer-nos nesse lote"
Jorge Braz "É muito difícil e vai ser cada vez mais mas gostamos de coisas difíceis e é para a final que apontamos"
Nuno Dias analisa Sporting CP no arranque da temporada 2021/2022
Pulpis analisa SL Benfica no arranque da temporada 2021/2022
Jorge Braz anuncia convocados para o Mundial da Lituânia
Cascavel faz 3 golos em inferioridade numérica.
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade