Futsal Club Litija, decide fechar portas.



O Futsal Club Litija da Eslovénia decidiu fechar portas, em pleno protesto contra a federação e contra vários acontecimentos que vinham acontecer contra o clube no correr das ultimas temporadas.

A um dia de jogar o 2° jogo da final, o clube decidiu fechar as portas, sendo uma decisão irreversível.

O português Paulo Ferreira, que havia trocado o CR Candoso, pelo Futsal Club Litija, deixou um comunicado nas redes sociais.

"Resta me agradecer à direção pelo esforço em trazer me para o clube, a forma como me trataram e aos adeptos e claque do clube por me apoiaram e acarinharem me em todos os jogos.
Uma decisão brutal que me deixa muito triste por não poder lutar pelo grande objetivo da época. Não poder dizer ao meu filho que o pai foi campeão Esloveno vai custar mas tudo fiz para que isso fosse possível acontecer. País fantástico, pessoas sérias sem nada apontar, o clube mais antigo e mais titulado da Eslovênia no Futsal fechou hoje as portas."


Vídeos
Os melhores golos da Jornada 21 da Liga Placard
À lei da bomba (e de Guitta)
Jorge Braz: "Um jogo onde desde o início demonstrámos uma ambição gigantesca para vencer"
Jorge Braz quer Portugal focado em si mesmo frente à Tailândia
Ricardinho: "Os favoritos são sempre os mesmos. Vamos tentar intrometer-nos nesse lote"
Jorge Braz "É muito difícil e vai ser cada vez mais mas gostamos de coisas difíceis e é para a final que apontamos"
Nuno Dias analisa Sporting CP no arranque da temporada 2021/2022
Pulpis analisa SL Benfica no arranque da temporada 2021/2022
Jorge Braz anuncia convocados para o Mundial da Lituânia
Cascavel faz 3 golos em inferioridade numérica.
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade