Waltinho, apresentado como novo jogador do Jimbee Cartagena



O pivô brasileiro regressa ao Jimbee Cartagena após um ano no Sporting Clube de Portugal, onde disputou a última final da UEFA Futsal Champions League, além de ter conquistado a Liga e a Taça de Portugal.

Waltinho regressa ao que era a sua “casa” depois de passar um ano em Portugal. O brasileiro reconheceu que é "voltar para um lugar onde fui muito feliz" e onde "vou ter muita responsabilidade, mas gosto". Na sua apresentação, mostrou-se "feliz e motivado" algo que não sentia" no Sporting".
O pivô confirmou que apesar de ser o "terceiro artilheiro da equipa com poucos minutos e títulos conquistados" queria voltar ao Jimbee Cartagena porque "não estava bem mentalmente".

Na apresentação com a equipa vermelha, ele reviu a sua primeira temporada em Cartagena. “Foi uma primeira temporada difícil devido ao coronavírus. Fiquei cinco meses no Brasil. Aí eu cheguei sem fazer a pré-temporada. Fui me adaptando à Liga e ao jogo do Duda, e a verdade é que correu bem”.

No seu regresso a Cartagena, ele declarou que não viu “muita diferença” com sua primeira etapa no clube. "Alguns jogadores mudaram, mas não vejo muita diferença." Waltinho expressou seu desejo de “ganhar algo e tornar o Jimbee maior. Precisamos dar mais um passo." Ele também falou sobre os objetivos da equipe. “Temos que pensar grande. Sabemos da dificuldade da Liga e dos campeonatos. Mas vamos aos poucos. Agora temos que nos concentrar em treinar e nos preparar fisicamente e depois veremos os objetivos”.

Para concluir a cerimónia de apresentação, Waltinho confirmou que está “longe do meu melhor nível, mas temos tempo para poder treinar e iniciar a Liga da melhor forma”. O pivô brasileiro assinou para as próximas duas temporadas com Jimbee, embora "espero continuar aqui por muitos mais anos", concluiu.


Vídeos
Ricardinho em entrevista ao Goucha, na TVI
Pato: "Fizemos coisas boas, importantes, mas ainda temos de melhorar"
Nuno Dias: "Está tudo ainda muito precoce"
Jesus Velasco: "A diferença esteve na definição"
Os melhores golos da Jornada 21 da Liga Placard
À lei da bomba (e de Guitta)
Jorge Braz: "Um jogo onde desde o início demonstrámos uma ambição gigantesca para vencer"
Jorge Braz quer Portugal focado em si mesmo frente à Tailândia
Ricardinho: "Os favoritos são sempre os mesmos. Vamos tentar intrometer-nos nesse lote"
Jorge Braz "É muito difícil e vai ser cada vez mais mas gostamos de coisas difíceis e é para a final que apontamos"
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade