Mais equilibrado era impossível



Na jornada inaugural da Liga Placard 2022/23, o Sporting Clube de Braga recebeu e empatou com a Associação Desportiva Cultural e Recreativa das Caxinas numa partida intensa e cujo resultado esteve incerto até ao fim.

Está de volta o Campeonato Nacional! Depois de se ser feita história na abertura da jornada inaugural, ontem, em Oliveira de Azeméis, o Futsal regressou a Braga mais de cinco meses depois. E, desde a temporada transata, a equipa do SC Braga perdeu dez jogadores do plantel, dos quais se destaca Pola, e colmatou estas perdas com as aquisições de Robinho (Benfica), Jean do Carmo (Mes Sungun), Deivd (Torreense), Tiago Sousa (Azeméis) e Júnior (Portimonense). A pré-época correu da melhor forma, com a conquista de um torneio perante Benfica e Sporting.

Do outro lado estava o Caxinas que, duas temporadas depois, voltou ao convívio dos grandes, após a conquista da II Divisão. Se na primeira aparição a equipa de Vila do Conde tinha deixado água na boca e apostado numa equipa bastante jovem, esta época não será exceção: o Caxinas conta com o terceiro plantel mais jovem da Liga Placard 2022/23, apenas atrás de Fundão e Azeméis. O conjunto de Nuno Silva tem mais experiência – contratou os “veteranos” Cássio e Felipe Leite – e promete causar muitas dificuldades aos adversários.

A partida começou equilibrada, com as duas equipas a encaixarem entre si e a anularem-se. A primeira oportunidade de perigo acabou por ser da equipa da casa, com Robinho a rematar ao poste à passagem do quarto minuto de jogo. O Caxinas respondeu e Leandro Costa teve de se aplicar perante um bom remate de Bruninho primeiro, e depois a remate de Felipe Leite.

Perante tamanho equilíbrio, as bolas paradas revelavam-se fundamentais para desatar este nó. E assim foi. Ao minuto 14, canto na esquerda batido por Robinho, Rúben Santos apareceu à entrada área a rematar – sem deixar a bola cair – para o 1-0. Na resposta, Rúben Teixeira e Felipe Leite apareceram isolados, mas o primeiro acabou por falhar escandalosamente o empate.

A dois minutos do intervalo, a equipa de Joel Rocha chegou às cinco faltas, mas nem assim baixou as linhas e deixou de lutar pelo golo. Poucos segundos depois, a equipa visitante errou na construção, Tiago Sousa aproveitou, recuperou a bola e atirou a contar para o 2-0, resultado que seguiu para o intervalo.

Já no segundo tempo, os caxineiros responderam e, aos 24 minutos, reduziu para 2-1 após uma fantástica jogada coletiva: após um canto, Raúl Moreira tocou para Felipe Leite, o pivot recebeu de costas, trabalhou com o corpo e voltou a servir o português para o primeiro golo oficial da temporada. Os bracarenses não consentiram o golo sofrido e, aos 28’, Rudi acertou em cheio na trave.

A partida continuava intensa e bem disputada, com os dois conjuntos a criarem perigo e a deixarem o resultado incerto na reta final da 2.ª parte. O Braga geria a vantagem, mantendo a equipa equilibrada e sem se expor defensivamente. A cinco minutos do fim, Robinho tirou um adversário do caminho e rematou colocado de pé esquerdo, no entanto Bruno Felipe negou-lhe o golo com uma grande estirada. De seguida, Tiago Brito e Robinho encontraram o espaço no interior da área do Caxinas, Ricardo Lopes apareceu a rematar, mas Cássio cortou a bola quando esta já se dirigia para o fundo das redes.

À entrada do minuto 37, Nuno Silva solicitou a sua pausa técnica e, pouco depois, lançou o cinco para quatro na quadra, com Raúl Moreira no papel de guarda-redes avançado. E foi precisamente dos pés do capitão que surgiu o golo do empate… a 24 segundos do fim! O português arrancou pela meia direita, sem oposição, entrou na área e serviu Felipe Leite, ao segundo poste, que só teve de desviar para o empate (2-2). Joel Rocha ainda apostou no 5x4, mas na única jogada que dispôs, a equipa não conseguiu aproveitar.

Assim, SC Braga e ADCR Caxinas empataram a duas bolas neste arranque de campeonato, depois de uma partida bastante equilibrada e que, certamente, valeu o preço do bilhete. Destaque para a exibição bastante influente de Raúl Moreira, com um golo e uma assistência.

Na próxima jornada, os guerreiros rumarão ao reduto do Fundão, ao passo que o Caxinas vai receber o Quinta dos Lombos.


Vídeos
Os melhores da jornada 7 da Liga Placard
Os melhores golos da Jornada 6 da Liga Placard
Os melhores golos da Jornada 5 da Liga Placard
Os melhores golos da Jornada 4 da Liga Placard
Os melhores golos da Jornada 3 da Liga Placard Futsal
Os melhores golos da Jornada 2 da Liga Placard Futsal
Os melhores golos da Jornada 1 da Liga Placard
Ricardinho em entrevista ao Goucha, na TVI
Pato: "Fizemos coisas boas, importantes, mas ainda temos de melhorar"
Nuno Dias: "Está tudo ainda muito precoce"
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade