A lei de Zicky... e da bola parada



O campeão Sporting Clube de Portugal teve de sofrer para se estrear a vencer na Liga Placard 2022/23. A solução para desmantelar a defensiva do Eléctrico Futebol Clube estava em Zicky – e na bola parada – que se torna cada vez mais numa certeza do leão… e do Futsal nacional.

O Pavilhão João Rocha voltou a engalanar-se para o regresso da Liga Placard e do bicampeão Sporting. Os leões entraram na temporada da melhor maneira e, no passado domingo, venceram a Supertaça, em Matosinhos, diante do Benfica. Desde a última temporada, Nuno Dias perdeu Waltinho, Cardinal e Caio Ruiz e contratou “apenas” Sokolov, a juntar-se ao regresso de Hugo Neves, que atuava por empréstimo no Eléctrico.

E é precisamente no Eléctrico de João Freitas Pinto que habita a grande surpresa da época passada. O conjunto alentejano rubricou uma temporada fantástica, coroada com o inédito terceiro posto na fase regular e as meias-finais do play-off e da Taça da Liga. Os bons desempenhos valeram a perda do já referido Neves para o Sporting, de André Correia (Leões Porto Salvo), Gustavo Rodrigues (Caxinas) e Russo (Torreense). Ainda assim, os maiores reforços transitam da temporada passada, com a continuidade de Daniel Airoso, Célio Coque e Peixinho, contratados a Palma Futsal e Benfica.

Sem grandes surpresas nos dois conjuntos, o Sporting apresentou-se mais autoritário e a criar mais perigo junto da baliza adversária. Já o Eléctrico, mostrou-se bastante agressivo e, aos oito minutos, já somava quatro faltas. Puxando a fita atrás, os leões inauguraram o marcador aos seis minutos, com Esteban Guerrero a arrancar pelo flanco esquerdo e, perante a saída de Diogo Basílio, rematou com a ponta do pé para o 1-0. Logo a seguir, o espanhol esteve perto do segundo, mas acertou em cheio no poste.

Os alentejanos responderam e, após uma bela jogada individual de Rúben Freire, que recebeu na esquerda e levou a bola para junto da marca do canto, cruzou para a entrada área, John Lennon antecipou-se ao seu opositor direto e atirou de primeira para o empate (1-1). O Sporting estava melhor na partida e os índices agressivos do Eléctrico mantinham-se. Ao minuto 11 atingiu a quinta falta, aos 16’ a sexta e aos 19’ a sétima. No entanto, Pany Varela permitiu a defesa a Diogo Basílio e Diego Cavinato atirou ao lado. Assim, a igualdade a uma bola seguia para a segunda parte, com o sinal mais para os leões.

Na segunda parte a toada foi a mesma, mas com uma nuance defensiva dos homens de João Freitas Pinto: menor agressividade, que se traduziu em menos faltas. Os verde e brancos acabaram por ter mais bola na segunda parte, mas o Eléctrico conseguiu dividir e disputar a partida, aproveitando as transições ofensivas para levar o perigo à baliza de Guitta. Na reta final da partida, o ritmo decaiu bastante, a equipa de Nuno Dias assumiu o controlo absoluto do desafio, mas não conseguiu criar ocasiões de golo.

Numa das poucas oportunidades, Cavinato recebeu na esquerda, teve espaço para rematar e não desaproveitou, no entanto Basílio negou-lhe o golo com os pés e defendeu para fora. Na cobrança da reposição lateral, João Matos bateu pelo ar para Erick, o internacional português rematou de pé esquerdo, a bola desviou em Ferrugem e foi caprichosamente à barra da baliza, sobrou para Zicky e o pivot rematou de pé direito para o 2-1. Lance um tanto ou quanto fortuito, mas que acabou por trazer justiça ao marcador.

O Eléctrico tentou responder, mas, a dois minutos do fim, Peixinho viu o segundo cartão amarelo e deixou a sua equipa em inferioridade numérica até aos últimos 28 segundos. Após um minuto sem criar perigo, Nuno Dias solicitou a sua pausa técnica para trabalhar a superioridade e o Sporting acabou por não aproveitar esta nuance do jogo. Já com o Eléctrico reposto, Sokolov atirou em posição frontal para mais uma defesa de Basílio. No derradeiro segundo, Esteban isolou-se e o português voltou a negar-lhe o golo.

Com esta importante e difícil vitória, o Sporting CP continua totalmente vitorioso neste início de temporada e iguala o rival SL Benfica, que venceu na deslocação ao reduto do Leões de Porto Salvo. De recordar que na próxima jornada há dérbi na Luz, enquanto que o Eléctrico FC vai receber o FC Azeméis.


Vídeos
Os melhores da jornada 7 da Liga Placard
Os melhores golos da Jornada 6 da Liga Placard
Os melhores golos da Jornada 5 da Liga Placard
Os melhores golos da Jornada 4 da Liga Placard
Os melhores golos da Jornada 3 da Liga Placard Futsal
Os melhores golos da Jornada 2 da Liga Placard Futsal
Os melhores golos da Jornada 1 da Liga Placard
Ricardinho em entrevista ao Goucha, na TVI
Pato: "Fizemos coisas boas, importantes, mas ainda temos de melhorar"
Nuno Dias: "Está tudo ainda muito precoce"
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade