Jenny “Neste pouco tempo que estive a treinar, a equipa tem sido 5 estrelas”



Jennifer Santos Rodrigues, mais conhecida por Jenny no mundo do futsal, é a nova jogadora do CD  Burela FSF.

A internacional portuguesa por 10 ocasiões, com 25 anos, após passagens por Del Negro, Quinta dos Lombos e Sporting CP, onde conquistou uma Taça Nacional e uma Taça de Portugal (ambas pela Quinta dos Lombos), a internacional portuguesa aventurou-se este ano pela primeira vez numa experiencia pelo estrangeiro quando ao inicio da época assinou pelo Pescara.

Tudo correu bem dentro de campo por Italia com o Pescara a dominar a liga, mas após vários meses de salários em atraso Jenny e Vanessa abandonaram o clube.

Chegou então ao Campeonato Espanhol, mais precisamente ao Burela, atualmente 4º classificado, e a apenas 3 pontos do líder.

Em conversa com a jogadora sobre este novo desafio, a mesma admitiu ter aceite este desafio “pela exigência que tem o campeonato espanhol”, e que escolheu o Burela por ser a equipa com que mais se identifica “pela raça e a união que demonstram em cada jogo”.

Questionada sobre qual dos 3 campeonatos (Português, Italiano e Espanhol) é o mais competitivo, Jenny afirmou “sem dúvida nenhuma que o Campeonato Espanhol é o mais competitivo. Aqui pode-se perder com qualquer equipa, e os resultados e a classificação demonstram isso.”

Após ser confirmada com reforço do clube, Jenny teve já oportunidade de ver as suas novas colegas em ação num empate contra o na altura 1º classificado, Futsi Atlético. O empate foi conseguido pelo Burela quando já não havia qualquer segundo para jogar, num livre de 10 metros a castigar uma falta sobre o toque da buzina, mas a nova equipa de Jenny até esteve a ganhar por 2-0. Questionada sobre o que pode a portuguesa acrescentar ao Burela, a mesma identifica a “Irreverência, velocidade e raça” como as suas principais características.

Curiosamente com esse empate o Burela foi ultrapassado pelo Jimbee Roldan, clube onde chegou Vanessa Pereira que foi até agora companheira de equipa de Jenny. Estas equipas vão defrontar-se no final do próximo mês e questionada sobre esse embate e se conhece Vanessa o suficiente para a conseguir travar, Jenny deixou elogios à agora rival, mas também uma promessa: “Vai ser a primeira vez que irei jogar contra a Vanessa, Mas como diz o ditado "amigos, amigos, negócios á parte"(risos). Nestes 6/7 meses que joguei ao lado dela deu para perceber a maneira de jogar e de pensar da Vanessa. Será difícil "travá-la", mas irei fazer de tudo para conseguir”.

Jenny chegou agora a um novo país, nova língua, novos costumes. Ainda assim, uma língua parecida com a portuguesa, e onde tem também algumas jogadoras brasileiras como colegas de equipa a falarem a mesma língua que a jovem portuguesa. Quanto a todos estes aspetos Jenny admite que tudo isto facilita a sua adaptação, acrescentando ainda que “neste pouco tempo que estive a treinar, a equipa tem sido 5 estrelas”.

Ao finalizar a entrevista, pedimos a Jenny que nos traçasse os seus objetivos para o que resta da temporada, tendo a mesma dado como prioridades: “Adaptar-me o mais rápido possível ao modelo de jogo do Burela, e assim poder ajudar a equipa a alcançar os títulos”.

 

Jenny estreia-se hoje pelo Burela pelas 15:00 h (horário de Portugal) contra as 8º classificadas do  Penya Esplugues, tendo também já numero da camisola atribuído, o 9.


Vídeos
Liga SportZone | Resumo do jogo 3 da Final | Sporting 6-9 SL Benfica
Liga SportZone | Final | Jogo 3 | Sporting CP - SL Benfica | 19:45h
Resumo do Jogo 2 | Final | Liga SportZone | SL Benfica 3-2 Sporting CP
Carlos Ortiz: "Muy contento de que Ricardinho siga con nosotros"
Ricardinho confirma que fica mais um ano no Movistar Inter
Movistar Inter é Penta Campeão Espanhol
Vamos ter Negra!
Benfica é Bicampeão Nacional de Sub-20
Hino ao futsal no primeiro jogo da final
Ferrao com alta hospitalar