A emocionante despedida de Irina



Já tínhamos noticiado o final decarreira de Ritinha, mas esta não foi a única a fazê-lo. Também Irina, a veterana jogadora do CR Golpilheira, colocou um ponto final na sua carreira ao fim desta época de 2017/18.

Tal como Ritinha o tinha sido, também Irina recebeu a braçadeiras se capitã neste seu último jogo, ocupando assim a função habitualmente assumida por Licas.



Mas não só em campo recebeu homenagem, nas bancadas viram-se faixas e vários adeptos com camisolas onde se podia ler “SOMOS TODOS #15”, este que é o número usado por Irina.




Aos 40 anos, Irina conta com 22 temporadas nos registos da FPF, mas terá esta apenas 22 anos de futsal? Não. Segundo Irina “não são 22 épocas de futsal nas pernas, são 30 anos, isto porque na altura que comecei apenas existiam torneios e não campeonatos distritais”.

Quanto ao que conseguiu nestes 30 anos, Irina admite que “Sem dúvida que sou uma jogadora concretizada, principalmente por ter jogado futsal com muita paixão e amor. Cumpri todas as minhas promessas e saio com o sentimento de dever cumprido”.

Em toda a sua carreira, 14 das épocas que realizou foram ao serviço do CR Golpilheira, clube onde agora termina a carreira e que a jogadora assume como a sua casa: “Eu costumo dizer que o C. R. Golpilheira é a minha casa, tenho um respeito enorme pela instituição e por todos os que ajudam a mantê-la, é lá que me sinto bem e sei que vou continuar a sentir da mesma forma. Sou Golpilha para sempre”.

Falando nas pessoas que mais a marcaram, Irina admitiu que “O futsal deu-me coisas únicas, fez com que me cruza-se com pessoas fantásticas e sem dúvida que quem mais me marcou foi, a minha Treinadora/Amiga Teresa Jordão e a Liliana Salema, foi com elas que “cresci” como jogadora e principalmente como pessoa”.

Já quanto aos melhores e piores momentos da sua carreira, Irina fala da “lesão no joelho que me impediu de jogar durante 9 meses” como o momento mais negativo, e relembrou com felicidade “toda a época de 2013/2014, que culminou com a conquista do Campeonato Nacional” como o momento mais positivo de toda a sua carreira.

Quanto ao futuro no mundo do futsal, Irina adiantou desde já que existe a possibilidade de “treinar uma equipa da cidade onde resido, mas ainda não tomei uma decisão final” e terminou a entrevista acrescentando que daqui para a frente, o Golpilheira pode contar com mais uma “adepta ferrenha, vou ser mais uma a lutar (fora da quadra). Vou tentar acompanhar a equipa o máximo que conseguir, as minhas colegas e a minha equipa merecem que o faça”.


A Zona Técnica, para completar esta “homenagem” a Irina, esteve à conversa também com Teresa Jordão, a “treinadora/amiga” de Irina Araújo.


Teresa falou-nos dos feitos e sacrifícios a que Irina se sujeitava:

 “A Irina é um exemplo para todos/as jogadores/as!!!

Foi jogadora da equipa de futsal sénior do Centro Recreativo da Golpilheira durante 14 épocas!! Foram poucos os treinos a que faltou e sempre conseguiu “arranjar” tempo para treinar e jogar a 90 Km da sua residência. Para além dos 90 minutos de treino, “perdia” cerca de 2 horas nas viagens, três vezes por semana mais o dia do jogo. Com um grande espírito de sacrifício, vontade, querer e ambição, quase sempre conseguiu conciliar a sua vida profissional com o futsal.

Fez parte das equipas do Centro Recreativo da Golpilheira que conquistaram 20 títulos (6 Campeonatos Distritais, 7 Taças Distritais, 6 Supertaças Distritais e 1 Campeonato Nacional)!!

Obrigada Irina! Tenho muito orgulho em ter sido tua treinadora!!!”


Por fim, também Licas, outra das pessoas que mais marcou Irina, em declarações à Zona Técnica deixou a sua mensagem à até então sua colega de equipa:

“Tantos anos, tantas memórias que não me lembro de jogar sem ti.

Lado a lado no campo. O abracinho inicial obrigatório, as “discussões” dentro das quatro linhas, os SORRISOS nas vitórias e o amparo nas derrotas.

As tuas palavras de incentivo sempre nos impulsionaram a lutar mais e ainda mais. Desistir?!... Só depois de ganhar – SOMOS GOLPILHEIRA.

Obrigada pelo futsal que deste e pelo que deste ao futsal.

Fora de campo, SEMPRE minha amiga.    

Somos #10, #20, #15”


Nós, Zona Técnica Futsal Portugal, deixamos também o nosso agradecimento a Irina por tudo o que de bom fez em prol do futsal feminino. E tu, tens alguma mensagem para a Irina? Usa os comentários para a deixares.





Vídeos
Liga Sport Zone | Os melhores golos da 1ª jornada
QUADRA MÁGICA | Especial Liga Sport Zone 2018/19
Conferência de Imprensa de Luis Conceição e Ana Azevedo
Benfica vence Torneio ARCAS Futsal
SuperCopa de Espanha 2018 | Resumo | Movistar Inter 2 (4-3) 2 Jaén Paraíso Interior
Resumo da Supertaça de Portugal | Sporting CP 11-0 GD Fabril
José Moucho, diretor de futsal do GD Fabril, explica a polémica em torno da extinção da secção
Taça Rui Silva | Live - 21:30h
Miguel Albuquerque em entrevista para a Sporting TV
SL Benfica inicia a temporada